Nova Moriá FM
Rua Arthur Bernardes, 1246, Silvino de Barros, Bandeirantes/MS
contato@fmmoria.com.br
Fone: (67) 99690-1440

MS lidera ranking de imunização, mas é o 5º do Brasil em atraso na 2ª dose

Mato Grosso do Sul está entre os estados com a maior proporção de pessoas em atraso para tomar a 2ª dose da vacina contra o coronavírus. Os dados consideram atraso em pessoas que ainda não tomaram a D2 (segunda dose) da vacina duas semanas após o prazo. No ranking do atraso, MS fica em quinto lugar com taxa em 14%. Contudo, é importante lembrar que mesmo com atraso, o Estado ainda lidera o ranking geral da imunização no país.

Os dados foram divulgados em um painel da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), que serve para acompanhar o cumprimento do esquema vacinal e avaliar o plano de vacinação nos Estados. A Fundação explica que foram considerados apenas os indivíduos que tomaram a primeira dose e que ainda não tomaram a segunda. É considerado atraso quando as pessoas não tomam a D2 14 dias após a data prevista.

A análise apontou uma taxa nacional de atraso na vacinação da segunda dose de 11%, até o dia 15 de setembro. Em Mato Grosso do Sul, a taxa de atrasados representa 14% dos vacinados e é uma das maiores do país. MS fica em quinto lugar no ranking do atraso vacinal, ficando atrás somente do Ceará (33%), Bahia (18,8%), Rio de Janeiro (16,5%) e Sergipe (15,7%).  A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a SES para questionar sobre o atraso na D2 e aguarda retorno.

Os dados a respeito de Campo Grande mostram uma taxa de atraso menor do que o índice nacional e de MS. Conforme o painel, o índice de atraso para tomar a 2ª dose na Capital é de 10,1%. Ao todo, são 21,3 mil pessoas com a D2 atrasada há cerca de 14 dias.

Os pesquisadores da Fiocruz ressaltam que o atraso na segunda dose pode trazer problemas, inclusive comprometer a efetividade das vacinas. Portanto, é de extrema importância que as pessoas busquem tomar os imunizantes no prazo indicado.

Esforços para incentivar a vacinação

Com o objetivo de incentivar a vacinação, não somente da 2ª dose, mas também da 1ª e 3ª doses, Mato Grosso do Sul tem feito alguns esforços. No último sábado (25), foi o Dia D da vacinação contra o coronavírus, quando municípios fizeram mutirão para aplicar as doses. O Estado tem recebido novas remessas de vacina a cada semana e o objetivo da SES (Secretaria de Estado de Saúde) era de aplicar as 400 mil doses disponíveis nesta semana. 

Além disso, municípios têm feito a busca ativa como forma de incentivar a imunização. Geralmente, os municípios entram em contato com as pessoas que ainda não tomaram a 1ª dose ou estão com a 2ª dose atrasada. O contato pode ser feito pessoalmente, quando agentes de saúde fazem a busca da pessoa em casa, ou podem ser feitas via WhatsApp.

MS continua líder no ranking da vacinação

Mesmo com o atraso de parte da população para tomar a 2ª dose, Mato Grosso do Sul continua líder na imunização, conforme dados do consórcio dos veículos de imprensa. O Estado fica na frente de São Paulo e Rio Grande do Sul.

Dados do Vacinômetro apontam que 76,45% da população geral tomou ao menos uma dose da vacina contra o coronavírus. Com relação aos totalmente imunizados, ou seja, que tomaram as duas doses ou a vacina de dose única (Janssen), representam 57,45% da população.

Se considerarmos somente os adultos, a cobertura vacinal é ainda maior: 94,61% tomaram ao menos uma dose e 75,98% estão completamente imunizados. Entre os adolescentes, 64,06% tomaram a D1 e somente 11,54% estão imunizados.

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.